Lore: Volrath e o Legado dos Condenados – Parte II

Apoie a Blacker Lotus, não use Ad Block e acesse os anúncios que lhe interessar!

“O dia mais calmo em Rath seria considerado um dia tormentoso em qualquer outra parte.”
Ao ouvir a melodia sombria de Yawgmoth ele se entregou a Phyrexia e assim tornou-se o novo Evincar de Rath: Volrath…

Volrath

O nome Volrath seria uma junção de Vuel of Rath. Como Evincar do plano, Volrath controlava a rochafluente, uma substância que alimenta o núcleo da Fortaleza e que era usada pelos Phyrexianos para expandir a massa do plano de Rath para que um dia, finalmente, ele se sobrepusesse em Dominaria. A rochafluente era expelida por um dispositivo conhecido como Hub.

O Hub estava localizado no centro de Rath, isto é, a Fortaleza do Evincar. A Fortaleza era o sinônimo do poder Phyrexiano sobre o plano e cada Evincar era um agente Phyrexiano sobre as ordens de Yawgmoth.

Rath, como tantos outros, era um plano artificial. Na verdade, ele era uma base de operações Phyrexianas.

Alguns dizem que ele fora criado por Yawgmoth após a Emenda. Com a finalidade de estocar tropas Phyrexianas para posteriormente atacar Dominaria, este plano não fora projetado para ser habitado por seres normais, mas com sua constante expansão, de alguma forma, ele trouxe habitantes de Dominaria com o passar dos séculos.

Estes novos habitantes, apesar das divergências, formaram uma aliança para tentar aniquilar o poderio Phyrexiano. Estes eram os povos habitantes de Rath.

Kor, Vec e Dal.

Estas três tribos nômades vivem para sobreviver em Rath. É sabido que os Kor são oriundos de Zendikar e não de Rath ou Dominaria. Kor são delgados com pele azulada e longos crânios.

volrath-tribo-kor

Exemplo da tribo Kor.

Os Dal e Vec são tribos de humanos. Os Dal se vestem de couro bruto e vivem em aldeias dispersas sendo basicamente constituídos de magos e guerreiros. Preferem viver em lugares fixos a vida nômade. A aparência típica de um Dal é ter o cabelo longo e trançado geralmente marrom ou castanho-avermelhado com longas barbas.

volrath-tribo-dal

Exemplo da tribo Dal.

Os Vec são similar, porém são os mais civilizados das três tribos. Estes habitam cidades ao redor de Rath e nas planícies. Religiosos e devotos as suas tradições, os Vec seguem uma linha rígida militar. A cultura é focada no sacerdócio e no Oráculo.

volrath-tribo-vec

Exemplo da tribo Vec.

Seu armamento nada mais é do que uma lâmina curva e acoplada a uma corrente a qual é chamada de Toten-Vec. Os guerreiros mais habilidosos possuem o título de Liin, que significa “striking viper”.

Todas estas tribos possuem os títulos En e Il.

Os que possuem En- no nome são os que se mantém fiel a causa de derrotar o Evincar. Enquanto os Il-, são aqueles que se venderam ao Evincar e tornaram-se traidores de suas tribos. Todos os Il- habitavam a Cidade dos Traidores, que era localizada no coração da Fortaleza, porém durante a sobreposição planar muitos deles ficaram presos nas sombras e presos entre os dois mundos.

Dauthi, Thalakos e Soltari

Estes três povos foram tomados de Dominaria e provavelmente possuíam alguma outra aparência antes de irem para Rath. O status deles de shadow é devido ao turbilhão de energias caóticas de Rath que os prendeu no mundo das sombras. Este era um estado incorporal e que não permitia se comunicar com pessoas do plano, todavia ainda podiam ser visto por outras sombras e Dominarianos. Esta condição incorporal deixou os Thalakos e Dauthi loucos.

volrath-tribo-dauthi

Exemplo da tribo Dauthi.

Os Soltari eram mais devotados e criaram uma forte tradição oral com um sacerdócio e pregação de suas crenças. Isto permitiu a alguns Soltari conseguir sair do labirinto de sombras e se comunicar com outras pessoas por alguns instantes.

volrath-tribo-soltari

Exemplo da tribo Soltari.

volrath-tribo-thalakos

Exemplo da tribo Thalakos

Foi assim que a Emissária Lyna entrou em contato com Ertai durante a Saga de Tempest para que abrisse o Portal Errático e assim, tanto os Soltari quanto o Bons Ventos conseguiram sair de Rath.

Dauthi e Soltari sempre viveram em guerra, deixando o povo de Thalakos preso entre estes conflitos.

 

Elfos de Skyshroud e Tritões de Rootwater

Mais duas raças oriundas de Dominaria vieram para Rath devido à distorção do plano. Originalmente os elfos viviam em harmonia com o povo do mar, no entanto esta harmonia foi quebrada quando o lar de ambos os povos foi transportado para Rath e a busca por recursos se iniciou.

Os elfos usaram magia para criarem a enorme floresta de Skyshroud com árvores que brotavam do mar e cobriam a maior parte da superfície da água.

volrath-tribo-skyshroud-elf

Exemplo dos elfos de Skyshroud.

Enquanto isso os tritões passaram a viver nas profundezas sombrias e pantanosas de Skyshroud. Este local tornou-se conhecido como Mar da Rebentação.

volrath-tribo-rootwater-merfolk

Exemplo dos tritões de Rootwater.

Os elfos mantiveram seu estilo de vida na floresta e com suas aldeias nas copas, enquanto os tritões se tornaram deformados, carnívoros e selvagens, não somente pela falta da luz do sol, alimentação e espaço, mas porque secretamente o Evincar de Rath realizava experiências nas águas de Rootwater.

Apesar de todas suas divergências, todos estes povos possuíam algo em comum: Volrath. Em Rath a luta começa quando se nasce, pois todos eram cobaias em potencial para Volrath. Enquanto ele dominasse Rath não haveria criança segura ou lar que durasse.

Somente colocando todas as divergências de lado os povos de Rath sobreviveriam, mas para isso era necessário um Unificador.

E este era aquele que a profecia havia predito… o Korvecdal dos povos.

_Oráculo Em-Vec.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Parabéns para a equipe da Blacker Lotus! Sempre gostei do Flavor, da história por trás do jogo, mas as fontes em português pra isso…; fora que muita coisa das cartas fica mais clara – essa divisão de nomes e títulos das tribos por exemplo. Ótimo texto!

  2. leandro Dante disse:

    Obrigado Lucas pelo incentivo. Sempre que possível tentamos trazer um pouco mais de conhecimento para os jogadores de Magic. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *