Formato Sacola: A mais nova opção budget no Magic!

Apoie a Blacker Lotus, não use Ad Block e acesse os anúncios que lhe interessar!

Salve-salve, jogadores e jogadoras! Tudo tranquilo por ai? Pois bem, hoje tive o prazer de aparecer no canal “Guia do Sacoleiro das Galáxias”, do grande amigo youtuber: Paco. Para quem não sabe, o Guia do Sacoleiro das Galáxias aborda principalmente o formato sacola em seu canal. O formato sacola é um incrível formato budget criado em terras tupiniquins. Isso mesmo, jogadores e jogadoras, o formato sacola é uma criação 100% brasileira. Por mais que o formato acompanhe o dólar (ironia, não?), ele é uma criação de uma galera de Minas Gerais, que foi viralizado pelo Paco em se canal do Youtube pelo Brasil afora…

Se você ainda não conhece o formato sacola, ele possui regras bem simples. Além de seguir a lista de banidas do formato legacy, você está restrito a montar um deck de no mínimo 60 cartas no main deck e até 15 cartas no sideboard com apenas 10 dólares. Isso mesmo, este formato tem uma limitação financeira, onde o usuário não pode ultrapassar 10 dólares para montar todo o seu deck. Para evitar problemas de discrepâncias entre preços, o formato sacola segue os preços da loja norte-americana, a Starcitygames! Então, se você quiser adentrar ao formato, tenha como base os preços desta loja virtual de magic. Se alguma carta de seu deck aumentar de preço por algum fator, tenha em mente que ela poderá ser desqualificada do seu deck. Imagine que uma carta que você use valha $1.00, então ela tem um “boom” repentino e passa a valer $6.00. Isso a tornaria inviável em um deck sacola. Então, além de todo um planejamento com seu deck para se enquadrar no orçamento do formato, tenha em mente que os preços podem variar e lhe forçar a reformular seu deck.

Ah, e um detalhe importante, terrenos básicos valem $0.00. Ou seja, terrenos básicos não valem nada, pode ter quantos quiser sem dó, o que acaba facilitando a construção de decks monocoloridos. Mas nada impede a criação de decks de três cores e até mesmo de cinco cores, como podemos ver neste deck tech que Paco postou em seu canal:

O mais legal deste formato, é que os banimentos teoricamente acompanham a flutuação de preços, como expliquei no parágrafo acima. Além do formato ser extremamente recente, o que força os jogadores a serem muito criativos criando sempre novas listas até formar um metagame bem consolidado.

Para entenderem como funciona o deck building por trás do sacola, irei lhes apresentar uma lista recente que montei para poder desafiar meu amigo youtuber Paco, do canal Guia do Sacoleiro das Galáxias

Deck List para o Formato Sacola:

WBG Slivers - Henrique Amaral

Terrenos (23)
Terramorphic Expanse
Forest
Plains
Swamp

Criaturas (24)
Virulent Sliver
Predatory Sliver
Mindlash Sliver
Leeching Sliver
Sentinel Sliver
Hive Stirrings
Crypt Sliver

Mágicas Instantâneas e Feitiços (9)
Doom Blade
Sunlance
Gods Willing
Commune with the Gods

Outras Mágicas (4)
Abundant Growth
Sideboard (0)

Orçamento do Deck:

Vamos entender o orçamento deste deck para ele se enquadrar como um sacola:

Terrenos
4 Terramorphic Expanse $0,60

Criaturas
4 Virulent Sliver $1,56
3 Predatory Sliver $1,47
4 Mindlash Sliver $0,60
Leeching Sliver $1,05
4 Sentinel Sliver $0,60
4 Hive Stirrings $0,60
2 Crypt Sliver $0,98

Mágicas Instantâneas e Feitiços
1 Doom Blade $0,25
2 Sunlance $0,30
2 Gods Willing $0,30
Commune with the Gods $0,60

Outras Mágicas
4 Abundant Growth $1,00

Ao somarmos todas estas cartas, teremos um orçamento de $9.91. Ou seja, abaixo do limite de $10.00. Então temos um deck de sacola pronto para ser pilotado. Devemos lembrar, claro, de não usar nenhuma carta que seria banida no formato legacy!

Deck Tech – WBG Slivers:

Pouparei vocês de uma análise profunda do deck, afinal, o deck é tribal. O objetivo principal é fazer o máximo da tribo em jogo e vencer com ataques destrutivos. Mas como os fractius são uma tribo complexa. Vou deixar alguns pontos interessantes do deck comentados aqui para vocês que se interessaram pelo deck:

1- A cor preta está presente no deck principalmente por causa da carta Crypt Sliver. Poucos jogadores se aproveitam da força deste fractius, mas ele é o canivete suíço do deck. Ele é excelente contra decks agressivos, com ele em jogo temos blocks até conseguirmos um poder de fogo expressivo com nossos fractius. Com apenas fractius 1/1 em jogo, podemos declara-los como bloqueadores e virar cada um deles para dar escudo regenerativo para ele próprio. Sua interação com o Sentinel Sliver é absurdamente forte, como poderão ver no gameplay que postarei logo abaixo contra o Paco. É possível atacar com seus fractius sem medo de perde-los no combate, graças a vigilância + regeneração.

2- Aproveitando a deixa, o Sentinel Sliver é a principal carta do deck. Ele faz com que o jogo flua para o deck. Ele faz com que seu deck consiga unir agressividade e resistência contra os ataques do oponente de uma forma genial e com pouco mana (1W). Leeching SliverCrypt Sliver jogam incrivelmente bem ao lado do Sentinel Sliver. Se rolar um pump do Predatory Sliver ou um veneno do Virulent Sliver, melhor ainda para encerrar o jogo mais rápido.

3- Hive Stirrings faz um volume incrivelmente forte para um deck que tem Leeching SliverCrypt SliverVirulent Sliver. Ou seja, as fichas nunca serão apenas 1/1, sempre virão com ótimas habilidades dos outros fractius!

4- Abundant Growth é um incrível mana fixer, além de dar um draw por apenas 1 mana. É sem sombra de dúvidas, a melhor forma de dar início ao jogo. Graças ao Abundant Growth, a carta Commune with the Gods se torna o melhor tutor possível para o deck. Além de puxar o fractius ideal do top deck, podemos pegar este incrível mana fixer que ainda vem com um draw.

5- Mindlash Sliver além de ser um drop 1 que cai rápido em jogo, é ótimo para decks controls, discartar cartas para um deck mais control é a pior coisa que existe, e ele pode dar muito conta do recado. Na pior das hipóteses, é um fractius que cai rápido em jogo e que cabe em nosso orçamento.

6- Doom Blade e Sunlance dão conta de boa parte das criaturas que iremos nos deparar no formato, pelo menos no início de jogo. Guarde seu Doom Blade apenas para momentos de crucial necessidade.

7- A carta Gods Willing pode tanto proteger suas criaturas, quanto da evasão. Use-a sabiamente nos momentos chave e ela será uma carta sensacional. Sua vidência torna tudo melhor.

De forma geral, estas são as dicas que posso dar para pilotar o deck. Agora, deixo com vocês minha partida com o Paco em seu canal do Guia do Sacoleiro das Galáxias, espero que vocês curtam o deck em ação:

Por hoje, é isto! Se tiverem alguma dúvida ou comentário, basta deixar logo abaixo.

Henrique Amaral

Idealizador e criador da Balcker Lotus, fissurado em games desde criança quando ganhou seu primeiro vídeo game, um Master System!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Geraldo disse:

    Muito bom as pessoas buscarem soluções! Fico contente e só lembro que voltei ano passado começando no Pauper… Essa era a ideia que me falaram do pauper… ser barato. Hoje nem tanto assim eu vejo… (?) os jogadores que têm grana vão investindo, criando e encarecendo os formatos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *