[Artigo] Phelddagrif e interação social no Commander

Apoie a Blacker Lotus, não use Ad Block e acesse os anúncios que lhe interessar!

capa commander Phelddagrif

Quando penso em commander, vejo aquilo que mais me motiva no magic: a possibilidade de reunir os amigos para fazer um jogo divertido, casual e que você pode participar com possibilidade de ganhar mesmo se não tiver “essa ou aquela carta”. Indo de encontro com essa ideia, vou começar a série com um dos mais divertidos comandantes, o Phelddagrif!

Abusando das interações sociais no Commander: Phelddagrif

Assim, irei apresentar alguns comandantes (ou decks) que forçam a negociação com os demais jogadores!

Phelddagrif: quer ser meu amigo?

commander Phelddagrif

Aqui está o líder da negociação, Phelddagrif. Troca de favores? É com ele mesmo! Que tal trocar vida, draw ou colocar um token para alguém em troca de um ataque ou mágica certa no oponente certo? Com o piloto entendendo a mecânica do jogo e do deck, ele pode controlar a dinâmica da partida ao seu gosto.

Estratégia geral:

Tenha o controle do fluxo de mana do jogo

Mirari's Wake commander

Mirari’s Wake – Ilustração: Volkan Baga.

Aqui existem muitas possibilidades para buscar lands, como New Frontiers + Collective Voyage, além de contar com Eladamri’s VineyardHeartbeat of Spring, Rites of Flourishing, etc. Mas de modo geral é melhor que você jogue com aqueles que só lhe dão vantagens, como Vernal Bloom, Mana Reflection, Mirari’s Wake, etc.

Gere draw de maneira excessiva para todos os players

Howling Mine commander

Howling Mine – Ilustração: Ralph Horsley.

Relaxe, podemos vencer o jogo e matar todos por grimório, pois temos mana a disposição e como manter seu grimório maior do que o de todos os oponentes. Indo de encontro com a ideia de “compra coletiva” temos Minds Aglow / Prosperity / SkyscribingWindfall / Jace’s Archivist e eles podem ganhar o jogo sozinhos! Para garantir que você tenha esses cards todos os jogos, prefira versões com card search e draw, utilizando cartas como, Mystical TutorKami of the Crescent Moon, Howling Mine, etc.

Embaralhe o seu cemitério em seu grimório

Primal Command commander

Primal Command – Ilustração: Wayne England.

É importante que você tenha condições de embaralhar seu grimório no cemitério, para que não sinta o gosto do próprio veneno, o Phelddagrif pode ser traiçoeiro as vezes. Para isso, certifique-se de ter cards como Feldon’s Cane, Elixir of Immortality, Loaming Shaman, Primal Command, etc.

Faça muita vida e garanta que se manterá vivo no jogo

Reverse the Sands commander

Reverse the Sands – Ilustração: Jeremy Jarvis.

Como a ideia inicial era gerar muita mana, você poderá também fazer muitos tokens com seu Phelddagrif, então faça eles e lucre com um Congregate gigante! Quem sabe depois ainda entre um Beacon of Immortality para fechar o tempo? Reverse the Sands pode ser outra grande sacanagem para fazer com a galera. Aqui ainda cabe um Dawnglow InfusionTest of Endurance para deixar a mesa em desespero.

Tutore criaturas do seu grimório

Chord of Calling commander

Chord of Calling Ilustração: Karl Kopinski.

Oath of Druids casa bem com a ideia do deck, já que você pode sempre controlar quem tem mais criaturas com seu Phelddagrif, além de contar com um Chord of CallingTooth and Nail para pegar algo bem grande do deck. Na minha versão vou sugerir Blightsteel Colossus e Worldspine Wurm, pois ambos podem ser tutoráveis nessa lógica e voltam pro grimório quando vão pro cemitério!

Tenha defesas no deck até você estabilizar o jogo

Wall of Denial commander

Wall of Denial – Ilustração: Howard Lyon.

 

No commander você já sabe: não tem como fazer block? Então eu ataco você! Baseado nessa lógica uma possibilidade é colocar criaturas com Defender que seguram bastante o jogo e te dão draw/vida/etc. Além de cards que impedem o combate, como PeacekeeperTeferi’s Moat.

 

Deck List Sugerida

Comandante (1)
Phelddagrif

Terrenos (38)
Forest
Plains
Island
Seaside Citadel
Command Tower
Reflecting Pool
Hallowed Fountain
Temple Garden
Breeding Pool
Flooded Grove
Mystic Gate
Wooded Bastion
Glacial Fortress
Sunpetal Grove
Reliquary Tower
Maze of Ith
Flagstones of Trokair
Alchemist’s Refuge
Kor Haven
Skycloud Expanse
Sungrass Prairie
Bant Panorama
Flood Plain

Draw para todos os jogadores (12)
Howling Mine
Kami of the Crescent Moon
Rites of Flourishing
Skyscribing
Temple Bell
Windfall
Font of Mythos
Prosperity
Minds Aglow
Jace’s Archivist
Jace Beleren
Temporal Cascade

Mana Advantage (12)
New Frontiers
Collective Voyage
Veteran Explorer
Shizuko, Caller of Autumn
Heartbeat of Spring
Vine Trellis
Overgrown Battlement
Magus of the Vineyard
Vernal Bloom
Mana Reflection
Mirari’s Wake
Axebane Guardian

Life Gain (6)
Congregate
Beacon of Immortality
Reverse the Sands
Test of Endurance
Dawnglow Infusion
Oracle of Nectars

Tutores (4)
Mystical Tutor
Enlightened Tutor
Academy Rector
Sterling Grove

Defesa (17)
Magus of the Moat
Peacekeeper
Gwafa Hazid, Profiteer
Teferi’s Moat
Ith, High Arcanist
Sunscape Familiar
Wall of Blossoms
Wall of Omens
Bonded Fetch
Carven Caryatid
Guard Gomazoa
Wall of Denial
Jungle Barrier
Wall of Reverence
Mnemonic Wall
Fog Bank
Wall of Swords

Tutorar o grimório (5)
Oath of Druids
Chord of Calling
Tooth and Nail
Blightsteel Colossus
Worldspine Wurm

Shuffle (5)
Junktroller
Elixir of Immortality
Loaming Shaman
Feldon’s Cane
Primal Command

Análise geral

Gosto da versatilidade do Phelddagrif para vencer o jogo, o que pode gerar várias situações diferentes pelos mesões a fora: ganhar por vida via Test of Endurance, queimar o grimório de todos oponentes, vencer via infect com Blightsteel Colossus ou por dano com Worldspine Wurm. É importante que a lista seja modificada de acordo com seu objetivo e das suas condições financeiras, por isso evitei colocar cards muito caros como Fetch Lands ou Dual Lands.

Espero que tenham gostado e até a próxima!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *