[Artigo] Pilha e Alvos: O terror de todo jogador

Apoie a Blacker Lotus, não use Ad Block e acesse os anúncios que lhe interessar!

capa pilha 01

Olá jogadores, como muitos já vieram me perguntar, decidi lançar um artigo falando um pouco mais destas grandes variantes do Magic que tanto confundem os jogadores, hoje abordaremos…

A pilha e os alvos!

Começaremos pelos alvos e depois partiremos para a pilha, mais conhecida como Stack…

ALVOS…

Algumas mágicas ao serem conjuradas, pedem um “alvo-válido” para poderem ser executadas, como é o exemplo abaixo de Doom Blade:

A carta Doom Blade ou Lâmina da Destruição por exemplo, precisa ter uma criatura que não seja preta como um alvo válido, se não a carta não pode ser jogada.

Significa que a Doom Blade terá um alvo válido para a carta Ash Zealot, mas terá um alvo inválido para a carta Dark Confidant. É simples, mas agora vamos misturar o alvo com a pilha…

Imagine que você conjurou uma Doom Blade com alvo em um Ash Zealot, pagou todos os custos e a mágica tinha um alvo válido. Então seu oponente recebeu a prioridade ainda com sua mágica na pilha e conjurou a carta Aphotic Wisps dando alvo na sua própria Ash Zealot.

Como a carta Aphotic Wisps entrou por último na pilha, ela resolve antes de sua Doom Blade, transformando a carta Ash Zealot em preta. Então logo depois sua Doom Blade resolve, mas agora sua carta não tem mais um alvo válido, pois a Ash Zealot passou a ser preta; Ou seja, sua mágica falha. É como se ela fosse anulada, pois ela não tinha mais um alvo válido, mas todos os seus custos já haviam sido pagos e depois de pagos, eles não podem voltar atrás.

Vamos agora conferir aqui uma imagem ilustrativa entendendo como a pilha funciona…

pilha funcionamento

Agora vamos para outro exemplo envolvendo a pilha e alvos múltiplos com a carta Electrolyze:

Esta mágica pode ter mais de um alvo válido, imagine que você conjurou ela dando como alvo 1 ponto de dano no jogador alvo e 1 ponto de dano em um Elvish Mystic que aquele jogador controla. Depois de jogar a mágica com seus dois alvos válidos, você paga seu custo e então passa a prioridade ao seu oponente. Ele decide responder com a  carta Gods Willing, dando alvo em seu próprio Elvish Mystic e escolhendo a cor vermelha. Então a mágica do seu oponente irá resolver primeiro, afinal ela entrou na pilha depois do Electrolyze. Então Gods Willing resolve dando proteção ao vermelho para o Elvish Mystic. Logo em seguida seu Electrolyze resolve e não tem mais o alvo válido para o Elvish Mystic, devido a sua proteção  ao vermelho, que o impede de levar alvo de uma fonte vermelha (que é a cor da carta Electrolyze).

O que muitos jogadores podem pensar aqui é que o Elvish Mystic continua vivo, 1 ponto de dano seria causado ao oponente e uma carta será comprada graças a carta Electrolyze, afinal o alvo ao jogador de 1 ponto de dano ainda é válido. Mas calma, a mágica não falhou com seu alvo inválido? Calma, para a carta Electrolyze falhar, ela precisa falhar em todos os seus alvos, se pelo menos um deles for válido, a mágica continua.

Diferente da carta Magma Jet, como você só tem um alvo (2 pontos de dano), se ele falhar, você não usa Vidência pois toda a carta falhou.

PILHA…

Bom, agora vamos ao último exemplo que envolve pilha e vamos esquecer um pouco dos alvos, afinal, já estamos craques no assunto, né?

O exemplo agora é a interação das cartas Rift BoltThalia, Guardian of Thraben:

Vamos imaginar a situação hipotética que seu oponente você começou o jogo, jogou uma Planície e finalizou o turno. Agora, no seu turno, você joga uma Montanha e suspende a carta Rift Bolt com uma mana gerada por esta Montanha. Você encerra o turno e seu oponente começa o turno 2. Este baixa outra Planície e conjura uma Thalia, Guardian of Thraben e encerra o turno.

Então temos uma dilema na sua manutenção do turno 2, o Raio da Fenda vai ser conjurado sem pagar nada, graças ao custo alternativo da habilidade Suspender; Mas a Thalia, Guardian of Thraben implica que você deve pagar 1 mana incolor a mais para conjurar mágicas que não sejam de criaturas. E aí temos o mind fuck da história, mas se o Rift Bolt for suspenso, eu não conjuro ele sem pagar seu custo de mana?

Sim, está escrito isto na carta Rift Bolt mesmo. Mas entenda, o custo de suspender  é um custo alternativo, onde você deixa de pagar o custo se a mágica estiver suspensa. Mas a Thalia tem uma habilidade estática que está influenciando diretamente o jogo e esta habilidade faz com que o Rift Bolt custe 1 mana incolor a mais para ser conjurado, independente de como ele for. Ou seja, ao remover o último marcador de suspensão do Rift Bolt e se não tiver como pagar o custo extra da Thalia, a mágica ficará exilada para sempre. O mesmo caso se aplica para cartas como Force of Will, Daze e outras cartas com custos alternativos.

Então, conseguiram entender como funcionar a pilha e os alvos? Realmente não é um bicho de 7 cabeças, é até simples depois que você consegue entender o funcionamento e treina bastante durante os jogos. Assistir jogos de magic online também é uma ótima maneira de aprender cada vez mais sobre estas vertentes do Magic.

É isso aí galera e até a próxima!

Henrique Amaral

Idealizador e criador da Balcker Lotus, fissurado em games desde criança quando ganhou seu primeiro vídeo game, um Master System!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *