[Artigo] Altered art, proxies e falsificações: o que pode?

Apoie a Blacker Lotus, não use Ad Block e acesse os anúncios que lhe interessar!

capa altered art

Bom dia jogadores(as), tudo bem?

Este é um assunto recorrente e já deveríamos ter falado sobre ele. Afinal de contas o que pode e o que não pode quando o assunto são cartas altered art, proxies e falsificações?

Altered art

Altered art são permitidas pelas regras. No entanto é importante ressaltar e frisar alguns pontos:

  1. O Juiz Mor do evento tem a palavra final sobre quais cartas podem ou não ser utilizadas no torneio, ponto.
  2. A carta precisa permanecer reconhecível
  3. A carta não pode conter informação estratégica
  4. A carta não pode conter imagens ofensivas
  5. A carta deve conter o nome e o custo de mana intactos
  6. O Juiz Mor do evento tem a palavra final sobre quais cartas podem ou não ser utilizadas no torneio (de novo), ponto.

Vamos tentar entender as coisas por partes. Abaixo temos um exemplo de uma carta que pode ser entendida como ‘não reconhecível’.

psyduck altered art

Apesar de sua imagem muito bem trabalhada, custo e nome preservados, a carta não é mais facilmente reconhecível. Ao olhar para a carta você não consegue identificá-la, ela perdeu todas as suas características. É possível inclusive confundi-la com uma criatura. Esta é uma carta que eu não autorizaria por este motivo.
Já este Ponder abaixo mantem as características originais da carta mesmo tendo uma modificação artística. Motivo pelo qual eu permitira seu uso.

ponder altered art

Quando falamos em informação estratégica, estamos analisando que tipo de informação que o jogador não tenha que a carta pode dar a ele. Por exemplo, uma carta onde esteja escrito algo como ‘Sou ótima em resposta à Sphinx’s Revelation!’, seria considerada por mim como contendo uma quantida significativa de informações estratégicas e eu não permitiria seu uso. Já uma Doom Blade com algo do tipo ‘Eu mato criaturas!’, eu não consideraria como informação estratégica e permitiria o uso.

Agora, o que são imagens ofensivas? Basicamente qualquer altered art que inclua algo que se enquadre na definição de Conduta Antidesportiva Leve ou Grave se enquadra aqui. Além disso, altered art como esta tendem a não serem permitidas:

sexy altered art

Muitos juízes compreendem que este teor sexual (principalmente focando na sexualização feminina) não faz parte do jogo e não contribui para a construção de um ambiente saudável (que é o ambiente que queremos para os torneios de Magic). Este é um tipo de altered art que eu não permito nos torneios.

Obs: Todas as técnicas de altered art estão sujeitas a estas regras sejam as cartas pintadas a mão, coladas, impressas, etc. Notem também que se a espessura da carta for alterada de forma significativa, ela pode não ser autorizada.

Lembrem-se que o Juiz Mor do evento é a autoridade máxima neste assunto. Consultem o Juiz Mor antes do início do torneio, mostrem suas cartas altered art e perguntem se serão permitidas.

Proxies

Falar sobre proxies parece um tabu, e não deveria. Basicamente só existe um tipo de proxie permitida em torneios de Magic: proxies feitas pelo Juiz Mor em casos excepcionais durante um torneio. Estas proxies só são válidas durante aquele torneio.
Qualquer outro tipo de proxy é ilegal. Você não pode confeccionar proxies.
Lembrem-se de que a Wizards detém os direitos sobre as cartas de Magic, suas imagens, nomes, texto etc.

Alguns tipos de torneios permitem o uso de proxies. Atentem-se ao fato de que estas proxies não contém nomes, imagens ou mesmo o texto das cartas originais. São lembretes de cartas. Por exemplo “Elfo verde 1/1 que vira e adiciona mana verde”. Este é um tipo de proxy perfeitamente legal para um torneio onde proxies possam ser utilizadas.

Nota: Este tipo de torneio é um torneio casual, não sancionado. Torneios Sancionados não podem utilizar proxies desta forma!

Falsificações

Basicamente não são permitidas. Entretanto os juízes não tem realizado uma jornada para avaliar se 100% das cartas em um torneio são originais. Quando há uma suspeita, ela é investigada. Durante os procedimentos de Deck Check os baralhos são analisados, e novamente, se houver uma suspeita ela é investigada.

falsa altered art

Se um jogador é pego usando uma carta falsificada, o Juiz Mor do torneio vai realizar uma investigação para determinar se o jogador sabia do fato.

  1. Se o jogador sabia, ele será desqualificado por Trapaça e fim. Cabendo à Wizards determinar se haverá banimento para o jogador.
  2. Se o jogador não sabia, ainda assim ele cometeu uma infração ao ter um baralho com um número de cartas inferior ao permitido (uma carta falsificada não é uma carta de Magic válida). Neste caso ele receberá uma Perda de Jogo (game loss) por Problemas com Deck. Ele deverá substituir aquela carta, e caso ele não possua a carta original, então ele poderá escolher um terreno básico e colocá-lo no lugar da falsificação.

No segundo caso entendemos que o jogador é também uma vítima. Os juízes não pressionarão o jogador, não confiscarão suas cartas e nem nada do tipo. Entendemos que ele também foi enganado.

Vale ressaltar que a partir de M15, as cartas Raras e Míticas terão um selo holográfico cujo intuito é inibir as falsificações.

Conclusão

Usar cartas altered art é válido, desde que seguidas as instruções e desde que o Juiz Mor do torneio autorize. Proxies: apenas as feitas pelo Juiz Mor de um torneio e somente para aquele torneio, ou em torneios onde elas sejam válidas desde que não contenham nomes, imagens ou outro tipo de conteúdo proprietário. Falsificações não são permitidas, mas não está sendo realizada nenhuma caçada. Investigações buscam entender se o jogador sabia ou não do fato para determinar o tipo de infração que foi cometido nestes casos.

Quaisquer outras dúvidas podem perguntar. 😀

juiz_banner

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *